sábado, 9 de abril de 2016

Sonho Caipira Gerson Amaro


Sonho Caipira
Gerson Amaro

Peguei meu cavalo e minha viola
Pela estrada fora então eu sonhei
Sonhei que a vida era só de fazenda
Amigo entenda se então eu chorei
Eu amo esta vida da roça e do mato
É o meu contrato que eu assinei
Então se estão os meus olhos molhados
São emocionados de tanto que amei

Eu vejo ao longe o sol se escondendo
Eu fico aprendendo a minha lição
Por trás de um morro , mesmo tão gigante
O sol elegante se esconde então
E é nesta sombra que então eu descanso
Ai eu alcanço com a minha mão
A minha viola como se soubesse
Que ela merece então uma canção

A lua aparece o sol foi embora
Estrelas lá fora começam apontar
Uma multidão enchendo o céu
Tiro o meu chapéu para lhe respeitar
A noite e a lua clareiam meus sonhos
Então lhe proponho me acompanhar
Se tenho a lua de minha parceira
Eu faço a primeira ,pra ela cantar


Este é sonho de um simples caipira
Que tudo se inspira só para rimar
Componho no ato de minha saudade
A simplicidade eu quero mostrar
Então eu descanso meu lápis cansado
Por ter viajado por tanto lugar
Descrevo meus sonhos num simples papel

Este é meu céu , que eu quero morar

Nenhum comentário:

Postar um comentário