segunda-feira, 10 de janeiro de 2022

Poema Encomenda

 Locutor 1


O mundo é um perde e ganha 

Isso nunca teve mudança 

Tem vez que é só vitória 

Tem vez que é só lambança 

Mas depois da tempestade 

Dizem quem vem a bonança 

E é com isso que me apego 

Sempre com a esperança 

Sei que é tempo de sacrifício

Mas menso num tempo difícil ...

Oque vamos deixar de herança ?


Locutor dois 


Meu parceiro meu amigo 

Também tenho pensando nisso 

Neste tempo de mudança 

Qual será meu compromisso ?

Serei a paz no meio da guerra 

Ou serei apenas omisso 

Minha vida é na roça 

Sempre foi o meu serviço

E a roça nos ensina 

Que é com a proteção divina 

Que vamos resolver tudo isso 


Locutor um 


Tempos difíceis de Pandemia 

De enchentes onde é sertão 

De seca onde chove 

E de geada no coração 

O povo meio que endureceu 

Diante de tanta confusão 

O legado que deixamos 

Talvez sirva de lição 

Pois eu creio na vitória

E sei que no fim desta história 

Vamos vencer, meu irmão 


 Locutor dois 


Vamos fazer a nossa parte 

E o nosso combinado 

De colocar Deus sempre na frente 

E Jesus do nosso lado 

Se a cruz então pesar 

Ele ajuda com nosso fardo 

E tem sido deste jeito 

Que Ele tem nós ajudado 

Pois Jesus veio a essa terra 

E não tem nenhuma guerra 

Onde a paz, não tem reinado


Locutor principal 


Que Deus possa te enviar esperança 

E que o céus nos abençoe neste 2022 

E que possamos deixar de herança 

Nosso antes , nosso agora e o nosso depois !

sábado, 8 de janeiro de 2022

Mais uma do Gerson Amaro

 Os donos do Castelo 

Gerson Amaro 


Uma casa bem simples 

Um quarto com banheiro

Uma sala pequena 

E a cozinha vem primeiro 

Uma área em volta 

Pra por rede

Pra nóis descansar 


Eu faço uma piscina 

E uma churrasqueira 

A sombra para o carro 

É debaixo da paineira 

Eu toco o violão  

Pra poder então te acordar ...


O café ja tá na mesa 🎶


Ela então acorda 

Desfila no jardim 

Bom dia com um beijo 

E olha  para mim 

Me fala que me ama 

E que eu sou...

Todinho seu 


Abraço então ela 

E então me jogo na piscina 

A gente então acorda 

O menino e a menina 

A gente fica junto 

Em um sonho 

Só você e eu  ...

Os donos do castelo 

A rainha e o plebeu

quinta-feira, 6 de janeiro de 2022

Mais uma

 Anjo Dourado

Gerson Amaro 


O seu perfume ainda ficou aqui 

Vejo você e posso te sentir 

E no meu quarto, eu sinto mais você 

É impossível então te esquecer

Tenho guardado em meu guarda roupa 

Uma lembrança, aquela bem mais louca 

A camiseta que você usava 

Naquela noite que então me beijava 


Hoje eu guardo, tudo bem guardado 

Do meu tesouro, meu anjo dourado 

Cada perfume e cada gesto seu 

Sei que minha vida é só você e eu 

E a distância que separa a gente 

Um oi no celular é diferente  

Eu preciso te trazer pra cá 

Pra não ser mais lembranças ...

E pra sempre te amar !

domingo, 19 de dezembro de 2021

Mais uma ...

 Presente Rejeitado 

Gerson Amaro 


Pedi pro Papai Noel 

Um amor, ele não deu

E eu fui um bom menino 

Mas ele não me atendeu 

Escrevi minha cartinha 

E eu acho que ele nem leu 

Continuo tão sozinho 

Eu acho que o bom velhinho 

Com certeza me esqueceu 


Uma vida sem amor 

Com certeza não mereço 

Mas acho que é um castigo 

Final feliz, sem começo  

O carinho de alguém 

Amigo eu não conheço

Mas na noite de natal 

Um pedido especial 

Com certeza tem seu preço 


Recebi uma cartinha 

Pelo mês de fevereiro

Antes de abrir a carta

O endereço vi primeiro 

Vinha lá do polo norte 

Um local tão estrangeiro 

Dourado era o papel 

Assinado por Noel 

Seu recado derradeiro 


O presente que pediu 

Ficou lá no seu passado 

O futuro é Deus quem sabe 

Mas eu não sou o culpado 

O moça que desprezou

Eu mesmo tinha enviado 

Ela me fez então um pedido 

Não atenda esse bandido 

Que só me deixou de lado 


Agora que eu entendi 

O preço que eu paguei 

A moça que eu não quis 

Um presente eu rejeitei 

Amigo a minha sina 

Pra sempre eu levarei 

Um presente rejeitado 

Nem futuro e nem passado 

Amigo eu não ganhei

quarta-feira, 24 de novembro de 2021

Mais uma

 Castigo da Madrugada 

Gerson Amaro 


A saudade apareceu 

De novo essa malvada 

Me acordou mais uma vez 

Outra noite castigada 

A saudade dói demais

Outra vez ela é culpada 

Pois só tenho ela a noite 

Maltratando feito açoite 

Castigo da Madrugada 


Mas então apareceu 

Um oi no meu celular 

Matou então a saudade 

Ocupou o seu lugar 

Me salvou mais uma vez 

Do destino de chorar 

O seu oi, raiou meu dia 

Fez nascer a alegria

Meu sol, sempre vou te amar

domingo, 21 de novembro de 2021

Encomenda *

 Nossa Estrelinha 

Gerson Amaro 


Mantenho meus olhos no céu 

Mas deixo os meus pés no chão 

Cantando tiro meu chapéu 

E chora o meu violão 

Sei que ainda brilha mais 

Minha saudade, minha menina

Agora descanse em paz ...

E o nosso olhar é lá pra cima ...



Quando bater a saudade 

Amiga oque é que gente faz ?

Sei que olho lá pro céu  

Mas saudade tá demais ...

Sei que agora e sua morada 

Sei que agora é sua casinha 

Saudade Marília Mendonça 

Pra sempre nossa estrelinha

terça-feira, 9 de novembro de 2021

Mais uma

 Pescaria no Lambari

Gerson Amaro


Numa certa ocasião 

Fui pescar no lambari

Eu fui mais o meu amigo 

Por nome de Odair 

O meu poço já cevado 

Antes mesmo de nois ir 

Pois um pé de macaxeira

Afundei numa peneira

Só pra ela não subir 


Sou pescador bem antigo  

Eu gosto de assumir 

Eu só falo a verdade

Pois não gosto de mentir

Eu te conto uma historia 

E vou tentar resumir 

Do dia que eu fui pescado 

Por um piau tão danado 

No poço do Lambari 


Minha vara entortou 

A linha chegou zunir 

Segurei ela com força 

Não tinha pra onde ir 

De repente um puxão 

Do barranco fez cair 

O peixe então me puxava 

Amigo só respirava 

Quando deixava eu subir  


Foi três noites e três dias 

Eu não consegui fugir 

Com a vara enrolado 

O peixe fez  eu seguir 

Já tava no amazonas

Sem ao menos despedir

Já pensava então na morte 

Mas amigo tive sorte 

Por a linha então partir 


O peixe então despediu 

Deu tchau entes departir  

Eu fiquei ali sozinho 

Sem saber pra onde ir 

Um índio que me salvou 

Era tupi guarani 

Voltei  pro acampamento 

Nas costas de um jumento 

Antes da noite cair 


Ao contar essa historia 

Pro meu amigo Odair 

Ele deu muita risada

E começou aplaudir

“Meu Deus que mentira boa 

Você veio aqui mentir 

Foi pescado por três dias ?

Nem fome e nem agonia ?

E nem sede foi sentir ?”


Olha minha amizade 

Que só quer me destruir  

Eu  contei só verdade

Mas quero lhe garantir 

Não tive fome, nem sede 

Mas tenho que admitir 

Senti falta de um paieiro 

Pois esqueci do isqueiro 

No poço do lambari